Esse artigo era para ser curto, mas me empolguei (^_^" ops rsrs)... Vou tratar sobre alguns dos termos mais comuns utilizados na área de design, claro que não lembrei de todos, tem muita coisa que falamos bem no automático, então fiz uma super pesquisa e relacionei alguns dos que mais uso. No fim do artigo tem uma relação dos sites que usei na minha pesquisa!

Quanto às cores

Há algum tempo atrás escrevi um artigo (Arte-finalização sem segredos), nesse artigo falei sobre cores (CMYK, RGB e Cores Especiais), mas vou falar novamente um pouquinho:

- RGB: é utilizado em monitores e televisores (padrão utilizado na web), é composto pelas cores Red, Green e Blue.

- CMYK: é usado essencialmente para materiais com o fim de impressão, composto pelas cores Cian, Magenta, Yellow e Key Color(Preto), ou seja, 4 cores.

- Cores Especiais: são pantones ou spot colors, utilizados para alcançar cores impossíveis no padrão CMYK, também são utilizadas quando deseja-se manter a mesma cor nos materiais (na impressão comum, em CMYK, pode haver pequenas variações, enquanto na impressão com pantones essa variação não existe).

A partir das informações acima fica mais fácil de explicar os termos a seguir:

- 1x0: significa que a frente do material será impressa em apenas uma cor (C ou M ou Y ou K) e o verso não terá impressão.

- 4x4: significa que a frente do material será impressa nas 4 cores e o verso também.

- 2x0, 3x0, 4,0, 1x1, 2x1, 3x1, [..] e 4x3: seguem essa mesma linha.

- 5x0: significa que você tem a impressão de 5 cores – 4 seriam o CMYK e a outra cor seria uma cor especial.

Obs.: não é muito comum utilizar várias cores especiais de uma só vez em materiais, pois torna o material muito caro, mas tudo vai depender do investimento do cliente, além disso, nada impede de um material 2x0 ter uma cor em C ou M ou Y ou K e a outra cor especial, ou ser 1x0 e só ter uma cor especial no material todo.

- Overprint: técnica que utiliza a sobreposição de cores na impressão (impressão de cores sobre uma área já impressa). Exemplo: a imagem de fundo do layout é cinza e o texto está em azul com overprint, quando imprimir, o azul será impresso sobre o cinza ganhando um tom um pouco mais escuro do que o do layout.

- Monocromia: processo de impressão em apenas uma cor.

- Policromia: processo de impressão com várias cores.

Quanto aos tipos de arquivos

- Arquivo aberto: é o arquivo usado para criação, um arquivo que permite edição.

- Arquivo fechado: arquivo normalmente em *.pdf, é um arquivo "não editável", coloquei essa informação entre aspas porque existem formas de editá-lo, normalmente essa edição não pode ser feita 100%.

- Arquivo em AI: arquivo vetorial gerado no software Illustrator da Adobe.

- Arquivo em CDR: arquivo vetorial gerado no software CorelDraw da Corel.

- Arquivo em EPS: é um formato vetorial aceito entre softwares como o Illustrator e o Corel.

Vetor: imagem gerada por retas e curvas calculadas com fórmulas matemáticas, o que permite que a imagem seja ampliada sem perder qualquer detalhe que seja, muito utilizado na criação de ilustrações e logotipos que precisarão ser aplicados em tamanhos diversos. A vantagem do vetor é que além de ser uma imagem muito versátil, costuma não gerar arquivos super pesados.

- Arquivo em INDD: arquivo gerado no software InDesign da Adobe, software próprio para diagramação.

- Arquivo em PSD ou PSB: arquivo gerado no software Photoshop da Adobe, software muito utilizado para manipulação de imagens.

Quanto aos tipos de imagens

-Imagem em baixa: imagem com qualidade inferior ao necessário para elaboração do material (indica-se o uso, em geral, de imagens com 300dpis para impressão e 72dpis para web).

-Imagem em alta:é uma imagem que permite a ampliação sem perder qualidade, uma imagem com qualidade superior à imagem em baixa.

-Imagem pixelada: imagem com qualidade baixa que dá a impressão de visualização de pixels grandes.

Quanto aos limites em uma arte

-Área de corte: é a área onde o material será cortado.

-Sangria: é a arte que ultrapassa a área de corte do material, ou seja, é uma continuação da arte deixada por segurança para quando o material for refilado (cortado) não corra o risco de ficar com um filete branco pois o corte pode ter uma variação de até 3mm.

-Margem de segurança: margem onde é segura a aplicação de textos, logotipos e informações muito importantes dentro de um material, pelo mesmo motivo que a sangria é importante, a margem de segurança é necessária para não correr o risco de informações importantes serem cortadas fora dos materiais.

Quanto ao tipo de material criado

Essa parte é chatinha porque cada vez as pessoas usam um nome diferente para falar dos mesmos materiais, mas no fim das contas o que importa é o formato, aplicação e forma de fechamento do arquivo rs

-Banners: normalmente quando pensamos em banners, imaginamos materiais com mais de 1m impressos em tecido ou lona, mas eles também pode ser impressos em papel e podem ser banners de internet.

-Folders: trata-se de um folheto constituído de uma única lâmina frente e verso dobrada em uma ou mais partes.

-Flyers: são materiais bem simples impressos somente na frente ou frente e verso, sem dobras.

-Revistas, catálogos, books: todos esses nomes são usados para falar de materiais com muitas páginas, o que muda normalmente de um para o outro é o tipo de acabamento ou a finalidade.

-Flâmula: é um banner estreito normalmente que termina em bico ou em farpa.

-Móbile: é um material suspenso, preso somente no teto.

-Luva: é um material feito para envolver outro. Existem luvas para as mais diversas finalidades: envolver livros, cds, leques, entre outros.

Alguns termos que todo mundo gosta de usar

-Layout: é o visual desenvolvido antes da impressão de um determinado material (revista, folheto, entre outros).

-Branding: existem inúmeras explicações para o que é branding, inclusive muitos profissionais dizem que é uma palavra com o significado banalizado. Em geral o trabalho de branding acontece quando se fala em consolidar uma marca no mercado (acredito que em todos os casos o objetivo é esse, enfim...), envolve pesquisa, marketing, planejamento, desenvolvimento de marca, desenvolvimento de campanhas, entre vários outros trabalhos, enfim, não se trata somente da criação de uma marca "bonitinha" com algum apelo visual.

Termos gráficos

-Boneco: é um material montado de uma determinada arte, é muito utilizado quando o material que será impresso é um catálogo, ele serve para verificar se a paginação está correta, verificar montagem, etc. Normalmente ele não é impresso no material em que foi feito o orçamento.

-Prova de cor: é o material impresso no papel que será feita a impressão final. Como o próprio nome diz: serve para verificar as cores do material, porém pode haver uma pequena variação de cor no impresso final (se a variação for muito grande a impressora não estava devidamente calibrada e a gráfica deverá ser questionada sobre o assunto).

-Moiré: é um estranho padrão ondulado não intencional que aparece em uma imagem quando impressa ou até mesmo quando visualizada em tela. Quando isso ocorre, alterações na imagem são necessárias até que o efeito desapareça. Saiba mais sobre moiré no link.

Bom, vou deixar alguns termos para um outro artigo, senão vocês vão ficar cansados (XD). Espero que tenham gostado e até logo! :)


Referências:

http://www.graficavektra.com.br/termos-tecnicos-area-grafica.php#.VqpgWiorLcs

http://www.scuderia.com.br/site/2011/06/dicionario-do-designer/

https://nikoneurope-pt.custhelp.com/app/answers/detail/a_id/43559/~/o-que-s%C3%A3o-o-efeito-moir%C3%A9-e-a-cor-falsa%3F